Caros sócios, simpatizantes e amigos do Ribatejano Futebol Clube Valadense, lanço o apelo para quem quiser ser colaborador deste blog que envie o seu e-mail e nome para vascocas@gmail.com

terça-feira, 17 de março de 2009

Faz hoje 55 anos........

Há homens que ficam para sempre ligados à história dos Clubes. Casos há em que os motivos não são os mais dignos, mas neste caso o motivo foi um golo, sim um golo, mas se vos disser que esse golo obtido na época 1976/77, no primeiro jogo oficial em que o Ribatejano participou, no campeonato distrital da Inatel, então percebem a sua importância.
A luta tinha sido dura, para convencer os sócios mais puristas, que o campeonato da Inatel, era o caminho a seguir para dar resposta à juventude da freguesia que embora gostasse de jogar futebol, não tinha capacidade de o fazer ao mais alto nível distrital.
Os sócios deram o seu aval na mais participada reunião que me lembre em mais de quarenta anos como associado.
Chegou o dia do primeiro jogo. As três equipas vestiram-se na sede do Clube. Pelo caminho, até ao campo do Salgueiral, não faltaram incentivos da população em geral e dos miúdos, que faziam com que nos sentisse-mos especiais.
Foi um massacre durante todo o jogo. O Ribatejano, ( inscrito como Centro Popular de Trabalhadores de Valada) exerceu um domínio avassalador sobre a equipa dos Foros de Salvaterra. As jogadas de perigo junto a baliza forasteira sucediam-se mas a bola teimava em não entrar.
Até que a três minutos do fim, num misto de querer e de raiva e de classe, o nosso jogador nº11, João Fernando Pinheiro Brás, escreveu o seu nome para sempre na história do nosso Ribatejano.Foi dele o golo dessa saborosa vitória.
Claro que a festa durou até as tantas com jogadores e adeptos entusiasmados com o jogo que tinham presenciado.
Pois o João faz hoje 55 anos de idade e atravez do nosso blogue lhe envio os parabéns e os votos que continue a somar muitas e felizes primaveras junto dos seus familiares e amigos.
Como curiosidade apenas referir que o João Fernando é pai da Vanessa Brás que é uma das grandes animadoras do nosso blogue.
Jose Isidro

4 comentários:

João Pedro Costa disse...

São notícias como esta que o amigo José Isidro fez a amabilidade de colocar aqui no blogue que nos fazem transportar para outros tempos, onde as coisas eram bem mais difíceis e as pessoas, com o seu querer, a sua garra e determinação, conseguiam tornear as dificuldades. Ainda hoje, um pouco pelos clubes do Inatel, isso se sucede, mas é claro que há tempos idos isso era por demais evidente e por isso esse golo teve um significado muito maior do que teria nos nossos tempos.

Se a mim,que não sou adepto do Ribatejano (embora sempre tivesse e tenho muita simpatia!) me fez viajar até esses tempos, eu imagino o que esta notícia, carregada de sentimentalismo, pode provovar para aqueles que mais de perto viveram esse episódio, os jogadores, a direcção, os adeptos, etc.

Bem haja amigo José Isidro por esta relembrança e dou aqui os parabéns ao Sr. João Brás e, por inerência, à Vanessa, que deve estar "babadita"... e com muita razão :)

Um abraço

Vasco Miguel Casimiro disse...

Caro João Pedro,

Não podia estar mais de acordo contigo. São estes pequenos relatos, são estas memórias que o Sr. José Isidro nos deixa, que engrandecem o Ribatejano Valadense. Estas preciosidades históricas do RFCV merecem ser conhecidas e lembradas.
Muito obrigado Sr. José Isidro.

Muitos parabéns ao Sr. João Brás, que ainda hoje é um adepto incondicional do RFCV e, que ficará para sempre ligado à história do RFCV.

Vasco Casimiro

VanessaBrás disse...

Parabens Paizão :D
veem eu tenho um super pai , que marcou um super golo =) ahahahaha:D
eu agradeço plo pai, tenho a certeza q ele vai gostar muito de saber q o sr José Isidro veio aqui relembrar este tesourinho :D ele vai ficar babado :P
Só tenho pena que os joelhos dele já não sejam os de outrora pois se não , seria ele o pONTA DE lANÇA no jogo do próximo domingo contra as arreciadas :D ahahahaha :D
Obrigado a todos!

hugo disse...

Parabéns ao homem que baptizou as redes alheias com a "chincha" de couro ! É destes momentos que se escreve a história de um clube quase centenário como o RFCV.


Hugo Claro